top of page

O que são Hard Skills

As hard skills, por muito tempo, foram a principal fonte de análise de um profissional. Não é difícil entender o motivo. Por natureza, elas são habilidades profissionais que podem ser mensuradas de alguma forma. Por conta disso, são facilmente identificáveis, seja pela apresentação de um diploma ou pela proficiência em uma língua estrangeira.


As hard skills, portanto, são as habilidades que podem ser facilmente aprendidas (e ensinadas) por meio de cursos, treinamentos, workshops etc. De forma simples, podemos conceituá-las como as aptidões técnicas de um profissional. Sendo assim, vamos olhar alguns exemplos:

  • Conhecimento em uma língua estrangeira;

  • Graduação;

  • cursos técnicos;

  • Mestrados e doutorados;

  • Conhecimento na operação de máquinas e ferramentas;

  • Habilidades ligadas à informática.

Por serem facilmente reconhecíveis, essas informações geralmente constam no currículo de qualquer candidato. Obviamente, as hard skills mais relevantes dependem das necessidades da empresa e do tipo de cargo a ser exercido pelo profissional.


As habilidades técnicas são certamente as mais fáceis de serem analisadas. Porém, com o desenvolvimento profissional, não contam mais com o mesmo apelo diferencial de outrora.


Desde o momento da publicação de uma nova vaga até o acompanhamento do desenvolvimento individualizado, a empresa é responsável por entender e administrar bem habilidades hard e soft skills. Veja um exemplo: uma companhia precisa recrutar um analista contábil. Ela tem o dever de deixar claro na vaga informações de que é necessário ter, por exemplo, conhecimentos avançados em Contabilidade, em Excel e em ferramentas utilizadas na área.

Além das habilidades hard skills citadas acima, deve também descrever as aptidões soft skills como ser uma pessoa organizada, ter facilidade para lidar com números, ter um perfil analítico, afinal, vai precisar tomar decisões ao analisar dados e resultados dos clientes, entre outras qualificações essenciais para o cargo.


O detalhamento de qualificações técnicas e comportamentais das vagas otimiza para todos. Os interessados rapidamente conseguem saber se possuem ou não o perfil para o cargo, assim como evita contratações mal feitas. Além de permitir selecionar, entre os qualificados, aqueles que estão ainda mais inclinados à vaga e com o alinhamento da empresa.

A escolha balanceada dos dois tipos de conhecimentos também permite que a empresa tenha um clima organizacional adequado. A harmonia interna está diretamente relacionada à forma como as pessoas se tratam. Um colaborador que é expert nas ferramentas necessárias ao trabalho, mas vive dando más respostas aos colegas ou não tem comprometimento com as tarefas, destoa e não se encaixa no perfil da empresa.


Por fim, vale ressaltar que as habilidades hard skills e soft skills são importantes tanto para as empresas quanto para os profissionais. Há de se ter um equilíbrio entre elas.


Os colaboradores se motivam ao buscar competências que não possuem para agregar à empresa. Já a companhia, só tem a ganhar porque passa a contar com uma equipe multidisciplinar, eficiente, comprometida e equilibrada.


A RHEIS Consulting atua na dimensão humana das organizações, ajudando pessoas e as empresas no desenvolvimento pessoal e organizacional com metodologia ágil e tecnologia. Consulte-nos.



Posts recentes

Ver tudo

Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
bottom of page